Buscar

Um pouquinho mais sobre Moda Praia

O COMEÇO


Já parou para pensar por um momento em como as pessoas se vestiam para ir à praia antigamente? Antes mesmo do biquíni e da sunga que conhecemos, a vestimenta para ir à praia era bem diferente do que conhecemos hoje em dia!
















No início, o traje de banho para as mulheres era um vestido que cobria os joelhos e uma calçola aparente que chegava quase aos tornozelos, incluindo meias e sapatos. Já para os homens, as roupas de banho masculina sempre tinham cores bem escuras, quase sempre pretas. Além disso, ainda eram pesadas, pois eram feitos de lã tricotada. Um traje de banho masculino de 1880, quando molhado, chegava a pesar até 4 quilos!





Antes de o primeiro biquíni surgir, o traje de banho feminino evoluiu primeiro para o maiô. Começaram a ser usados em meados da década de 20 e se popularizaram nos anos 30. Nesse tempo, os trajes masculinos sofreram grandes mudanças. Johnny Weismuller, nadador olímpico (o primeiro Tarzan do cinema), ajudou a promover os trajes de banho da empresa BVD em 1933. Como era de se esperar, jovens queriam se vestir como o Tarzan, e em 1937, os homens foram legalmente autorizados a nadar sem roupa cobrindo o peito, mas ainda havia complicações em torno da questão e os homens de topless eram muitas vezes evitados nas praias públicas.




O primeiro biquíni foi criado por Louis Réard em 1946, porém não foi bem aceito na época. Era descrito nos jornais como “quatro triângulos de nada”. A primeira mulher que ousou em posar de biquíni foi a stripper Micheline Bernardine. Feito de algodão com estampa de jornal, ganhou o nome de “Bikini” em homenagem ao “atol de Bikini”, local onde foram feitos os primeiros testes de bomba atômica. Nessa mesma década, os anos de guerra fizeram com que os tecidos ficassem escassos, então as roupas de banhos masculinas adotaram estilos mais curtos.





Foi difícil a aceitação do biquíni pois a sociedade era (?) muito conservadora e aceitar o corpo da mulher tão exposto era uma grande mudança. Mas em 1956, Brigitte Bardot emplacou de vez o biquíni no filme “E Deus criou a mulher”. O modelo de maior sucesso dos anos 50 foi a Hot Pants com tops meia taça. Ao mesmo tempo foram criadas as Pool Partys, o que chamamos de “sungão”, começavam a ser acompanhadas pela exuberância dos trajes femininos.





Nos anos 60 já era febre no mundo e começaram a surgir modelos mais ousados. Em 1964, o designer norte-americano Rudi Gernreich retirou a parte de cima do traje e fez surgir o topless. No início dos anos 70, surgiu uma invenção brasileira, um biquíni ainda menor – a tanga. Já o traje de banho masculino, também na década de 60, Peter Travis criou as famosas sungas de natação e as cuecas de praia que, então, nunca foram tão curtas e cavadas. As “spedoos”, como eram chamadas as sungas de praia, eram sinônimo de moda praia moderna.

A década de 80 foi marcada pela moda livre e ousada, em que surgiram a cortininha, asa-delta e o famoso fio dental.




Nos anos 90 até os dias de hoje, a moda praia é consolidada no mundo inteiro, possuindo uma variedade de modelos e acessórios para se usar nas praias, piscinas, cachoeiras... O que importa é se sentir bem e aproveitar esse traje quebra todos os padrões de corpos!


E aí, gostaram amantes da moda? J


Curtam e deixem seu comentário!




#moda #modafeminina #modafashion #costurarj #rj #costumizacao #costura #escolademoda #modasobmedida #cursodemoda

35 visualizações
  • Facebook
  • Instagram

Rua Sete de Setembro, 209 - 3º Andar - Centro - RJ |  (21) 3826-1847 | 2225-2184 | 22243731 | 997495276

© 2019 ESCA - Escola de Moda | Todos os direitos reservados - Design por Carolinerosa